Impressões de Raphael S Salgado - quase 20.000 Km rodados

No dia 14 de setembro completei 1 ano com meu Logan, e estou me encaminhando à marca de 20 mil quilômetros, indo pra segunda revisão. Algumas impressões após esse um ano de uso constante:

Considerações:

1) Pra um carro 1.0, o motor é bom em retomadas e tem uma boa velocidade final - principalmente na estrada, óbvio. Infelizmente, em ladeiras, ele é menos disposto do que um Palio (meu carro anterior) devido a seu peso - se não estiver no embalo, tem que recorrer à primeira e ter paciência, não tem outra opção.

2) Assim como vários outros leitores, minhas paletas SEMPRE foram ruidosas, como se já estivessem ressecadas de fábrica.

3) Com menos de um ano precisei trocar pastilhas e discos de freio - quase R$ 750,00 com a mão-de-obra extorsiva de R$ 150,00/hora.


4) É um carro agradável, confortável e MUITO espaçoso - tenho 1,94m e 120kg, imaginem a dificuldade de entrar, ficar e sair de um Palio que eu enfrentava? Faltava dinheiro pra comprar um Nissan Frontier, mas enfim...

5) A cor que escolhi (Cinza Holograme) saiu de linha nos primeiros 6 meses de fabricação do veículo - isso me deixou revoltado;

6) Acho o nosso carro um "feio arrumadinho", não é um primor de design, mas também tenho minhas ressalvas em relação a carros como o Fiat Punto e o Ford Focus; É perfeito pra quem gosta de adesivos do tipo "É feio mas é meu"; "É feio mas tá pago" hehehe

7) Já estão falando em remodelagem para aumentar a aceitação do veículo para o ano que vem, então, junto moedinhas para uma possível troca em 2009;

8) Gosto muito, e cabe um monte de gente no carro.

9) Ainda não existem muitos acessórios, mas o apoio de braços - que por sinal tomei conhecimento aqui no blog - é muito útil, na cidade e na estrada.

10) Parabéns pelo blog.


Consumo:

Nunca andei com o ar condicionado desligado aqui no Rio de Janeiro - por questões de conforto e, principalmente, segurança. Meu consumo médio, na cidade e com engarrafamento médio, tem sido de 8,5 a 9 km/l, sempre no álcool (ainda não abasteci o carro com gasolina, nem mistura do dois).

Alguns problemas que, de acordo com o pessoal da Concessionária onde costumo realizar serviços no Rio de Janeiro, são freqüentes e quase "defeitos de fabricação":

1) Paletas do limpador secas;

2) Protetor de Cárter com péssima fixação, que requer aperto de tempos em tempos (eu já fiz esse aperto na Concessionária duas vezes nesse primeiro ano de uso);

3) A tal mangueira do ar concionado que pinga em superfície quente fica frouxa com o tempo; tem que apertar de novo na Concessionária;

É a escolha racional, sem dúvida. Emocional, só depois de ter o seu!
Raphael S Salgado







1 comentários:

  No_esquema

4 de outubro de 2008 16:05

Olá amigo... tenho um preto nacre que tem 1 ano e 23.000 km, com relação as pastilhas eu mesmo troquei, coloquei uma da cobrek que custou 40 reais e serve no megane, scenic e clio.

Meu irmão é mecanico e fizemos a troca em 15 minutos tranquilamente, sendo que trocarei todos os itens com 40.000 km incluido fuido etc...

Só acho que ele é muito barulhento, se usarmos os porta-trecos do carro fica um barulho infernal dentro do carro.

Mas estou feliz com ele.

Att.