Renault Logan 2011 chega com visual reestilizado

Renault Logan 2011 chega com visual reestilizado e mesma base de preço - R$28.690,00
A Renault apresentou nesta terça-feira (13), na Bahia, o sedã Logan renovado. Pouco menos de três anos após seu lançamento no Brasil, o carro de origem romena ganhou novos faróis e nova grade, esta mais alinhada a sedãs orientais (como Nissan Sentra e Honda Civic), além de uma barra cromada no limite do capô. Assim, o Logan nacional ficou idêntico ao que é vendido hoje na Europa com a marca Dacia -- pertencente ao mesmo grupo que reúne Renault e Nissan.


A montadora francesa sempre explorou o que o Logan tinha de melhor: o excelente espaço interno, o ótimo espaço para bagagem (510 litros) e os três anos de garantia (ou 100.000 quilômetros de garantia - o que ocorrer primeiro). Estas três qualidades foram mantidas na linha 2011, que recebeu mudanças no design, que era o principal problema do modelo, e melhorias no acabamento e na ergonomia, que sempre incomodaram os consumidores.

Na parte dianteira, conta com nova grade frontal com friso cromado, novo pára-choque e novos faróis de tamanho maior.

Na traseira, a maior mudança foi o prolongamento da tampa do porta-malas sobre a traseira, incluindo também a parte superior das novas lanternas. Um friso cromado foi introduzido na parte inferior da tampa do porta-malas.

Por dentro, além da nova padronagem dos tecidos e revestimentos, o Logan 2011 apresenta uma nova grafia na quadro de instrumentos, que melhora a visibilidade e apresentação das funções. Os botões para acionar os vidros elétricos, que antes ficavam no painel (para poupar fiação), agora foram para as portas, ficando numa posição mais racional dentro do veículo. A boa ergonomia agradece.



O acabamento também foi revisto e, segundo a marca, está melhor com o uso de novos materiais. Já o quadro de instrumentos tem novo grafismo, mas a iluminação na cor âmbar foi mantida, assim como os ruins indicadores digitais de nível de combustível e temperatura do líquido de arrefecimento. Do irmão Sandero vieram as maçanetas internas maiores e o acabamento circular prateado das saídas de ar.



Versões:


Apesar de a nova cara do modelo ser um pouco mais "sofisticada", a Renault não escondeu a pretensão de manter o Logan no limiar dos carros de entrada do mercado brasileiro. Por isso, a versão Authentique com motor 1.0 começa em R$ 28.690, mas completamente pelada (não tem nem calota). Por mais R$ 470, totalizando R$ 29.160, o pacote Plus acrescenta ao menos ar quente, desembaçador traseiro e calotas integrais, entre outros poucos itens, à versão de entrada.

A mais recheada versão Expression possui as duas opções de motorização, 1.0 e 1.6, e custa R$ 30.190 e R$ 32.690, respectivamente. Ambas possuem pacotes de opcionais que podem elevar esses valores significativamente (o carro 1.6 chega a R$ 41.240). A garantia é de três anos ou 100 mil km.

Em sua versão 2011, o Logan vem em apenas duas versões: Authentique 1.0 16V e Expression, esta disponível com motores 1.0 16V e 1.6 8V. A versão Privilège deixa de ser oferecida.

Na versão Authentique, o Logan 2011 traz como opcionais: ar condicionado, direção hidráulica, pintura metálica e o Pack Plus – ar quente, desembaçador traseiro, calotas integrais, antena, manopla do câmbio com acabamento alumínio, apoios de cabeça traseiro do tipo “vírgula”, logo “Renault” cromado no volante e puxador ergonômico no painel de portas dianteiro.

A Expression já vem com Pack Plus e traz o Pack Config 1 com ar condicionado, direção hidráulica, volante regulável em altura, travas elétricas com controle por rádio freqüência, vidros elétricos dianteiros, sistema CAR (travamento automático a partir de 6 km/h), faróis de neblina e computador de bordo.

O Expression Pack Config 2 traz rádio MP3 com comando satélite, vidros elétricos traseiros, retrovisores elétricos na cor da carroceria e alarme.

O Logan 2011 Expression ainda tem os Pack Segurança – air bag duplo, freios ABS, volante em couro, terceiro apoio de cabeça traseiro e cinzeiro nômade – e o Pack Roda – roda aro 15 de liga leve.

Não houve qualquer alteração no conjunto mecânico do Logan. Os propulsores são os mesmos 1.0 16V Hi-Flex e 1.6 8V Hi-Torque, ambos bicombustíveis, oferecidos desde o ano de lançamento do modelo no país. A potência do motor de 1 litro é de 76/77 cavalos (gasolina/álcool), com torque de 9,9/10,1 kgfm; a unidade 1.6 entrega 92/95 cv de potência e 13,7/14,1 kgfm de torque, este bem mais cedo (a 2.850 rpm, contra 4.350 rpm) que o motor menor.

Preços: (versões básicas e completas com pintura metálica)
  • Logan 2011 Authentique 1.0 – R$28.690 / R$32.690
  • Logan 2011 Expression 1.0 – R$30.190 / R$37.740
  • Logan 2011 Expression 1.6 – R$32.690 / R$42.440

Mercado:

De acordo com a Renault, o Logan teve em 2009 participação de 5% no segmento de sedãs compactos. A meta pós-facelift é chegar a 7% em 2010, o que representaria um emplacamento de cerca de 35 mil unidades. O mix de vendas é de cerca de 60% para os Logan com motor de 1 litro, e 40% para o carro 1.6. Os principais rivais do modelo Renault são Volkswagen Voyage, Fiat Siena e Ford Fiesta.

Fonte: Renault Brasil, Jalopnik Brasil, BlogAuto, Noticias Automotivas







3 comentários:

  Anônimo

14 de abril de 2010 21:16

Já acho o Logan em si (mesmo o atual), um carro de grandes qualidades, que superam em muito seus pontos fracos. Com esta "reforma" no visual externo e interno, acredito numa alavancada nas vendas. Pelos comentários de muita gente em outros sites sobre automóveis, percebo que o 2011 vai levar às concessionárias quem antes nem sequer se daria este "trabalho". Uma coisa eu garanto: o Logan é muito melhor do que sua aparência possa sugerir.
Mr. Car. (Logan Privilège 1.6 8v 08/09)

  Francisco

30 de abril de 2010 09:01

Acho uma pena o motor 1.6 16v ter sido tirado do Logan. Sou proprietário de um e certamente compraria outro quando acabasse a garantia. Vou ter que "descer" para o 8V.

  O especialista

21 de fevereiro de 2012 21:08

Acabei de retirar um Local 1.6 11/12 Automático Zero Km e os freios apresentaram falha. O pedal vai baixando e perdendo seu papel.
Gosto do carro, mas tenho que admitir que a Renault é muito incompetente, e a concessionária Renault Premier em Brasília não tem o menor cuidado na revisão de entrega, se é que eles fazem alguma revisão. Acho que só lavam o carro, e muito mal lavado por sinal!